Colégio Sete de Setembro

Busca Contato Menu
Formulário de busca
» Portal Acadêmico » Matrículas 2018
Ensino Médio

Painel de Profissões: Engenharia da Computação

ASCOM

O curso de Engenharia da Computação é oferecido em grau bacharelado e dura em média 5 anos. Esta graduação é encontrada em universidades públicas e privadas, nas modalidades presencial e a distância. Durante o curso, o estudante lida com todos os aspectos do desenvolvimento de computadores, envolvendo equipamentos (hardware) e programas (software).

O engenheiro da computação é um profissional bastante disputado no mercado e pode alcançar altos salários. Ele é responsável por projetar, desenvolver e implementar equipamentos e dispositivos computacionais. Embora tenha uma formação generalista, envolvendo tanto equipamentos quanto sistemas, é na área de hardware que o engenheiro de computação atua com maior frequência.

Assim como acontece com todas as engenharias, o curso de Engenharia da Computação tem uma carga horária intensa de disciplinas das Ciências Exatas, como Matemática e Física. A formação também apresenta disciplinas específicas ligadas à programação, robótica, eletrônica e redes de computadores.

Perfil Profissional

Uma das principais atribuições do engenheiro da computação é solucionar problemas da vida real usando a computação. Para ser um bom profissional na área é preciso ter curiosidade, facilidade para resolver problemas, gostar de tecnologia, ter criatividade e sólidos conhecimentos em Ciências Exatas.

Outra característica importante para o profissional de Engenharia de Computação é saber inglês. Isso porque a maioria das linguagens de programação são escritas neste idioma, assim como boa parte da literatura da área (pesquisas, manuais, projetos).

Mercado de trabalho para quem faz Engenharia da Computação

A Engenharia da Computação é uma profissão em alta, o mercado está aquecido, faltam profissionais qualificados para preencher todas as vagas disponíveis.

De acordo com um levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o Brasil precisará formar entre 70 mil e 95 mil engenheiros por ano até o 2020, quando o mercado deverá precisar de até 1,15 milhão de profissionais da Engenharia, incluindo engenheiros da computação.

É difícil imaginar uma empresa, de qualquer tamanho ou setor, que não precise de computadores e sistemas para funcionar. Por isso, o mercado de Tecnologia da Informação em geral está aquecido há anos e a expectativa dos especialistas é que ele não pare de crescer.

Algumas das principais indústrias que contratam engenheiros da computação são:


• Automobilística
• Informática
• Farmacêutica
• Telecomunicações


Quanto ganha um engenheiro de computação?

Por terem formação generalista e capacidade de gestão, além dos conhecimentos técnicos, os engenheiros da computação conseguem alcançar altos salários, mesmo em início de carreira. Esses profissionais podem atuar em órgãos públicos, do terceiro setor e em empresas privadas de qualquer ramo da economia.

A Engenharia conta com um Salário Mínimo Profissional definido por lei. A remuneração mínima que um engenheiro pode receber está vinculada ao salário mínimo vigente no País e depende da jornada diária de trabalho:

• Jornada de 6 horas: 6 salários mínimos (atualmente, cerca de R$ 5622,00)
• Jornada de 7 horas: 7,25 salários mínimos (atualmente, cerca de R$ 6793,25)
• Jornada de 8 horas: 8,5 salários mínimos (atualmente, cerca de R$ 7964,50)

Onde Estudar Engenharia da Computação?
Conheça algumas faculdades no Nordeste

Universidade Federal da Bahia – UFBA
Universidade Salvador (UNIFACS)
Faculdade Independente do Nordeste (FAINOR) – Vitória da Conquista/BA
Centro Universitário Jorge Amado (UNIJORGE) – Salvador/BA
Faculdade ÁREA1 – Salvador/BA
Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) -  Bahia
Universidade Federal de Pernambuco –UFPE
Faculdade Maurício de Nassau – Recife/PE
Faculdade de Tecnologia Ibratec (UNIBRATEC) - Recife/PE
Centro Universitário Internacional (UNINTER) – Recife/PE
Universidade Federal de Sergipe – UFS
Centro Universitário Internacional (UNINTER) – Aracaju/SE
Universidade Norte do Paraná (UNOPAR) – Aracaju/SE
Universidade Federal de Alagoas – UFAL
Faculdade de Tecnologia de Alagoas (FAT) – Maceió/AL
Universidade Federal do Ceará – UFC
Universidade de Fortaleza (UNIFOR)
Centro Universitário Internacional (UNINTER) – Fortaleza/CE
Universidade Federal da Paraíba – UFPB
Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) – João Pessoa/PB
Centro Universitário Internacional (UNINTER) – João Pessoa/PB
Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN
A Universidade Potiguar (UNP) – Natal/RN

Mais notícias