Colégio Sete de Setembro

Busca Contato Menu
Formulário de busca
» Portal Acadêmico » Matrículas 2017
Ensino Médio

Painel de Profissões: Economia

ASCOM/ Com informações guiadacarreira.com.br

Para exercer a profissão de Economista, regulamentada pela Lei nº 1.411, de 13 de agosto de 1951, é necessário concluir o curso de bacharelado em Economia ou Ciências Econômicas. O curso dura quatro anos e pode ser presencial ou a distância.

Esta graduação prepara o aluno para identificar a possibilidade de valorização patrimonial nas empresas, garantir a saúde financeira e a capacidade de expansão de uma instituição, projetando, em números, o crescimento de uma empresa e fazendo leituras de mercado, políticas governamentais e cenário econômico.

Perfil do profissional

O economista deve combinar conhecimentos gerais, como histórico e político, com capacidades técnicas, além de ser capaz de aplicar esses conhecimentos à realidade brasileira e ao contexto mundial. Isso significa que, além de entender de taxas de juros, câmbio, inflação, políticas fiscal e monetária, deve ser capaz de fazer leituras dos cenários econômicos da instituição onde trabalha, do país e ter um olhar internacional.

Mercado de trabalho

O Economista pode trabalhar em empresas públicas, privadas e do terceiro setor, tanto do segmento financeiro como outras áreas do mercado. Entre as principais funções desse profissional, podemos citar:

• Análise econômica
• Planejamento estratégico
• Assessoria em plano de negócios
• Formulação e avaliação de políticas públicas e processos judiciais
• Docência
• Pesquisa

As melhores oportunidades para o economista estão nas áreas financeira, macroeconômica e de estratégia e organização industrial. Mas profissionais que atuam na análise do mercado internacional e no agronegócio continuam com boa empregabilidade.

O setor público também demanda economistas, em órgãos como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Banco Central. São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte têm o maior número de vagas, mas a demanda tem aumentado nas demais capitais.

Quanto ganha um Economista?

De acordo com a Tabela de Salários no Brasil, elaborada pela consultoria Robert Half e publicada pela revista Exame, o salário inicial de um economista é de R$ 3.000,00, podendo chegar a R$ 40.000,00:

• Economista Júnior: R$ R$ 3.000,00 a R$ 6.000.00
• Economista Pleno: R$ 6.000,00 a R$ 10.000,00
• Economista Sênior: R$ 10.000,00 a R$ 20.000,00
• Economista Chefe: R$ 20.000,00 a R$ 40.000,00

O levantamento salarial do site de empregos, Catho, indica que a média salarial nacional para a posição de economista, segundo o site, é de R$ 3.780,21. Em concursos públicos, o valor do salário fica entre 2 mil a 5 mil reais, sem contar adicionais por tempo de serviço, titulação, adicionais e benefícios, que podem aumentar consideravelmente os rendimentos do funcionário.

Algumas Universidades no Nordeste que ofertam o Curso de Economia:

Universidade Federal do Ceará (UFC)
Universidade de Fortaleza (UNIFOR)
Universidade Regional do Cariri (URCA)
Universidade Federal da Bahia (UFBA)
Universidade Católica do Salvador (UCSAL)
Universidade Salvador (UNIFACS)
Faculdade Integrada Euclides Fernandes (FAJ)
Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)
Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS)
Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Faculdade Boa Viagem (FBV)
Faculdade de Ciências Humanas Esuda (FCHE)
Faculdade São Miguel (FACULDADE SÃO MIGUEL)
Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP)
Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)
Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (FACAPE)
Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN)
Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
Universidade Federal de Sergipe (UFS)
Universidade Federal do Piauí (UFPI)
 

Mais notícias